Dólar fecha em R$ 5,41 e tem maior ganho semanal em sete meses


Em mais um dia de força da moeda norte-americana, o dólar fechou com pequena alta, mas acumulou o maior ganho semanal em sete meses. A bolsa de valores voltou a bater recorde, em mais uma sessão marcada pelo ingresso de capitais externos.

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (8) vendido a R$ 5,416, com alta de R$ 0,018 (+0,32%). A divisa chegou a cair 1,4% durante a manhã, chegando a ser vendida a R$ 5,32, mas não sustentou a queda. Durante a tarde, a cotação voltou a subir, até ultrapassar a barreira de R$ 5,40 nas duas horas finais de negociação.

Com o desempenho de hoje, o dólar encerrou a primeira semana de 2021 com valorização de 4,34%. Esse foi o maior ganho desde a semana de 15 a 19 de junho, quando a cotação tinha subido 5,41%.

Diferentemente da volatilidade do câmbio, o mercado de ações teve mais um dia de euforia. O índice Ibovespa, da B3, fechou a sexta aos 125.077 pontos, com alta de 2,2%. O indicador voltou a bater recorde, impulsionado pela liquidez no mercado internacional.

A entrada de investidores externos na bolsa pode estar impulsionando o dólar. Com a taxa Selic (juros básicos da economia) em 2% ao ano, no menor nível da história e abaixo da inflação estimada em 4,3% em 12 meses, o real tornou-se uma moeda barata para fazer hedge (proteção cambial).

Estrangeiros que compram ações ou outros ativos financeiros também compram dólares para cobrir eventuais prejuízos em reais que tomem em outros investimentos. Isso pressiona para cima o câmbio no início de ano.

* Com informações da Reuters



Fonte

Próximo Post